quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Miguelópolis Revisited (parte I)

  • Letra: Lou James Jr.
  • Música: Mestre Edu
  • Voz e gaita: Savok Onaitsirk


Há tempos perdemos a intimidade
Dessa cidade, conheço as ruas a dedo
Carrego comigo, seus medos, seu pó nas narinas
E da infância, reminiscências e alvitres nas retinas

Sinto falta da bicicleta, do Rio Grande, da bola e do rolimã
Do campinho do Sílvio, da Cohab, da casa 115
Frutas da época: carambola, goiaba vermelha, manga e romã
Saí muito jovem, ainda tinha a mente sã

A Matriz está lá, as velhas e seus escapulários
Defronte ao Bar do Joaquim, sem as árvores, o Santuário
Sua fonte e nos seus bancos ainda sentam corruptos e salafrários
Onde os jovens se encontram e verbalizam sem horário nem dicionário

O Estádio Waldemar de Freitas e suas falhas na grama
A esquina da Nenê não tem mais o pé de boldo nem a roseira
Poucos amigos restaram, besteira
Sou saudosista, que pieguice
Na Socremi, encontrava-me com a Inês, a Fernanda e a Clarisse

Passando pelas ruas retas e largas, olho para o céu a caminho da Marcenaria do Miguel
Ainda desvio dos ciclistas, dos cachorros e das carroças vou escapando
Logo ali, depois da Radio Vale, pelo Cartório do Sr Didi, passo acenando
Lá, algumas coisas nunca mudam, de rostos e lugares vou lembrando...
A loja da Dona Célia, a sorveteria do Florisvaldo, a Casa São José e o Bar do Zé Fernando...

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Miguelópolis Revisited (parte II)

  • Letra: Lou James Jr.
  • Música: Mestre Edu
  • Voz e Gaita: Savok Onaitsirk

Estão todos imunes ao tempo
Para minha saudade contemplar
Amigos de infância, fatos, mitos e insights em reentrâncias


Em verdade, com sinceridade, escute-me, vou falar:
Tenho corpo e labor em outro lugar
Mas, foi lá que meu coração nunca deixou de habitar

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Músicas que citam livros: Minha namorada é uma webcam - Retinas Queimadas

Minha namorada é uma webcam - Retinas Queimadas

Letra: Lou James
Música: The Saylor

Minha namorada é uma webcam
Minha namorada é uma webcam

Todos os dias ela me espera
Prá que eu chegue e a encare
Dê-me um sorriso
Aproxime-se de mim

Minha namorada é uma webcam
Minha namorada é uma webcam

Fetichismo e exibição
São as causas e a razão
Do meu amor por ela
Do seu amor por mim

Minha namorada é uma webcam
Minha namorada é uma webcam

Nunca conheceu o amor
Só indiferença e frigidez
A volúpia que criei
Foi no momento em que te encontrei

Minha namorada é uma webcam
Minha namorada é uma webcam

Parada, encostada num balcão
Indiferente, indiferente a situação
Foi amor logo de cara
Foi amor de perdição

Minha namorada é uma webcam
Minha namorada é uma webcam


*"Amor de Perdição" publicado em 1862, romance de Camilo Castelo Branco (1825 - 1890), um dos escritores mais prolíferos e marcantes da literatura portuguesa contemporânea.

Assista: Minha namorada é uma webcam

Fonte: Youtube

Meus vídeos

Loading...